MonkeyBusiness
Peça o seu orçamento aqui!

Videoaula: a escolha definitiva para treinamentos intergalácticos

“Falta uma ferramenta que una todas as tribos, assim como a videoaula

Dinho Ouro Preto

Seis meses se passaram desde que um imenso artefato interestelar entrou na atmosfera terrestre. E mudou para sempre a maneira como compreendemos a tecnologia.

Depois de um breve período de pânico generalizado. Correria nas ruas, profetas do apocalipse, grupos de simpatizantes tentando invadir o perímetro dos alienígenas como se invadissem o camarim do Bowie – o sossego finalmente voltou a reinar.

Isso porque, aparentemente, o tal artefato estava vazio. Bom, não vazio, mas… ao menos desprovido de organismos vivos. Ao invés disso, os cientistas encontraram uma complexa rede de circuitos altamente tecnológicos que foram descritos como “o próximo grande passo da história da humanidade”.

Especialistas de inúmeras áreas foram convocados para estudar, dissecar e compreender o objeto. Depois de meses de esforços e cérebros fritando, finalmente chegou o momento em que o funcionamento de todos aqueles complexos emaranhados não só passou a fazer sentido, como também ganhou uma aplicação prática em quase todos os campos do conhecimento!

Mas mesmo sendo essa a mais sofisticada tecnologia de que já se teve notícia, seu grau de complexidade parecia necessitar de alguma estratégia que fosse capaz de explicar a todos os técnicos, empresários, marketeiros (e quem mais se possa imaginar) sobre como toda a dinâmica de trabalho – de todos os trabalhos do mundo – seria modificada a partir de agora.

Afinal, uma tecnologia completamente nova demanda o estabelecimento de um novo mindset, assim como novas diretrizes, novas normas de segurança… e uma infinidade de questões que, apesar de soarem triviais, podem influenciar a produtividade de ecossistemas corporativos inteiros.

Qual seria, então, a ferramenta capaz de comunicar, de maneira efetiva, as múltiplas possibilidades de aplicação do aparato alienígena ao mundo dos negócios?

Isso mesmo: a videoaula.

Isso porque, além de possuir várias opções de formato que podem ser adequados aos mais diferentes públicos, as videoaulas são capazes de adiantar os pormenores do ofício antes mesmo que ele aconteça. Através delas, os recrutadores das empresas têm a possibilidade de oferecer treinamentos que estimulem a familiarização dos colaboradores com os assuntos aos quais terão de lidar em seu dia a dia.

Treinamentos em videoaula são, inclusive, especialmente interessantes quando têm o intuito de esclarecer especificações técnicas e práticas manuais que possam trazer eventuais riscos à integridade do colaborador.

No caso das implementações alienígenas, as videoaulas apareceram como uma solução perfeita, sobretudo por trata-se de um assunto jamais explorado, que levou meses para ser decodificado até mesmo pelos especialistas mais renomados do mundo.

Mas mesmo que as videoaulas possam parecer a faca para o queijo dos recrutadores – que geralmente disponibilizam o treinamento aos futuros (e antigos) colaboradores das empresas – o que reinou entre todos, neste caso específico, foi um profundo sentimento de insegurança.

Ao iniciarem as gravações de seus respectivos treinamentos, alguns recrutadores ligavam a câmera, começavam a falar sobre o artefato alienígena e perdiam o fio da meada ao traçar paralelos com o filme “Contatos Imediatos do Terceiro Grau”, enquanto outros começavam a desenhar diagramas que mais pareciam labirintos.

Dada a urgência das circunstâncias, nós, do MonkeyBusiness, acabamos reunindo tudo o que sabemos sobre videoaulas para contribuir de alguma maneira com esse momento decisivo da história. Apesar dos pesares, acreditamos que algumas estratégias são universais e que todo assunto é passível de explicação, independentemente de quão complexo possa parecer.

Por isso, convidamos você a pegar a sua nova folha de papel biomutável e sua caneta de éter cósmico para anotar as dicas a seguir:

Planeje a sua videoaula como um professor planeja uma… aula

Para gravar uma videoaula, não basta simplesmente apertar o rec e começar a falar. Sobretudo quando o assunto em questão possui um alto grau de complexidade e precisa ser facilmente assimilado por um grande número de pessoas.

Antes de brilhar na frente das câmeras, é importante estabelecer um conteúdo programático que respeite o nível de conhecimento que os alunos possuem sobre aquele assunto.

No caso da tecnologia alienígena, o conhecimento é zero. Por isso, o melhor a fazer é desenhar uma espécie de jornada de aprendizado que parta de princípios básicos para, aos poucos, adentrar tópicos mais complexos.

Dessa forma, você tem a oportunidade de exercitar os seus próprios conhecimentos sobre o assunto de maneira ordenada e clara. O que tornará a tarefa de transmitir o conhecimento adiante muito mais simples.

Encontre o ritmo certo e a sua videoaula será compreendida até mesmo por seres extraterrestres

A complexidade e densidade dos assuntos abordados podem influenciar diretamente na fluidez do seu discurso. É realmente complicado encontrar uma maneira de falar com todo mundo de maneira clara, ainda mais através de uma videoaula. Onde você não tem contato direto com os alunos. Mas existe uma maneira relativamente simples de amenizar o seu conteúdo: encontrando o ritmo certo.

Portanto, tome cuidado para não manter o tom da sua voz muito baixo. Ou muito neutro. Ou muito veloz. Tudo isso pode acabar criando ruídos de comunicação que acabam dificultando o entendimento da mensagem. Encontrando o meio-termo, você garante que pelo menos uma parcela dos seus colaboradores consiga assimilar o conteúdo proposto.

A ambientação também importa – e muito – para o entendimento da mensagem

Além de amortecer o peso de informações complexas através do ritmo, você também pode transmitir uma sensação de leveza nas suas videoaulas ao tornar o ambiente ao seu redor mais agradável.

A dica é favorecer ambientes amplos, bem iluminados e com poucos objetos (para não correr o risco de acabar desviando a atenção dos alunos). Se achar necessário, alugue um equipamento básico de iluminação para distribuir a luz no ambiente de maneira homogênea.

O mesmo cuidado vale para outros aparatos técnicos – tais como câmeras, tripés, microfones (lapelas, preferencialmente) – que podem fazer toda a diferença na hora da gravação, e que têm o poder de dar um aspecto bem mais profissional à sua videoaula.

Finalmente, o segredo definitivo para conseguir se comunicar com todo mundo: o formato da sua videoaula

Tudo o que dissemos até aqui diz respeito ao formato tradicional de videoaulas. No qual uma ou mais pessoas expõem seus conhecimentos diante de uma câmera para posteriormente disponibilizá-los para os alunos em forma de vídeo. Porém, existem outras formas tão efetivas quanto essa. Em alguns casos, até mais!

Alguns assuntos são demasiadamente complexos para serem abordados apenas através da fala. Muitas vezes, seu entendimento pode ser guiado por facilitações gráficas – metáforas visuais que ilustram de maneira lúdica e didática um conceito abstrato.

Tudo isso é possível através da animação 2D, que tem o poder de traduzir e sintetizar na tela tudo aquilo que as palavras não conseguem dizer sozinhas.

Uma mistura entre o formato tradicional e as animações é sempre bem-vindo. As qualidades das duas opções, quando mescladas, apenas reforçam ainda mais o didatismo característico das videoaulas.

Viu só? Todo assunto é passível de explicação. Até mesmo quando provém das profundezas do Cosmos. E a melhor maneira de passar conhecimentos complexos adiante é, sem dúvidas, através de treinamentos em videoaula.

Não importa se o ensinamento que você precisa passar adiante diz respeito a códigos de programação escritos em klingon. Ou qualquer outro tipo de linguagem característica de civilizações extraterrestres tecnologicamente autossuficientes. Se a compreensão é estabelecida, ela pode ser compartilhada.

Muitos de nós, aqui no MonkeyBusiness, somos entusiastas de assuntos de compreensão complexa. Então, se você ou a sua empresa estiverem precisando de uma mãozinha para montar o quebra-cabeça de algum treinamento, basta entrar em contato! Ficaremos felizes em ajudar vocês a solucionar esse desafio – seja ele deste ou de qualquer outro mundo.

Somos o MonkeyBusiness: Estúdio de Motion Design! Produtora de Vídeo, Estúdio de Animação e Agência de Apresentações Criativas. Apaixonados pelo poder de comunicação do Motion Design e especialistas em Videoaula.

Conte com o MonkeyBusiness. Somos um estúdio de Motion Design completo. Uma Produtora de Vídeo de São Paulo. Um Estúdio de Animação. Uma Agência de Apresentações criativas.

Temos times de atendimento, planejamento, roteiro, direção de arte e motion design especialistas. Todos eles dedicados a criar vídeos, animações e apresentações. Com o objetivo de transformar conteúdo corporativo em audiovisual. Estamos prontos para trabalhar no seu próximo projeto em Motion Design. Seja ele em vídeo, animação ou apresentação. Clique aqui e vamos falar sobre sua próxima animação, vídeo ou apresentação!

MonkeyBusiness: seu estúdio de animação. Produtora de vídeo. E agência de apresentações criativas

Estúdio de animação. Produtora de vídeo. Agência de apresentações criativas com Motion Design. Acreditamos na estratégia, roteiro e motion design para uma comunicação mais eficiente, inteligente e, logicamente, animada. www.monkeybusiness.com.br. Veja mais nos nossos canais do Vimeo e Youtube.



® 2009 MonkeyBusiness LTDA

Estúdio de motion design de São Paulo SP
Produtora Audiovisual / Estúdio de animação / Agência de apresentações profissionais especializados em produção de vídeos, criação de animações e de apresentações criativas

Termos de uso / Privacidade
Fechar
Fechar
Ao enviar o formulário, eu declaro que estou de acordo com a Política de Privacidade. Ou entre em contato diretamente pelo e-mail do nosso time de atendimento comercial especialistas em motion design corporativo aqui: contato@monkeybusiness-com-br.umbler.net.
Ao enviar o formulário, eu declaro que estou de acordo com a Política de Privacidade.
WhatsApp

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.