MonkeyBusiness
Peça o seu orçamento aqui!

Ernest Hemingway e o Storytelling em Apresentações

Muitos dizem que Ernest Hemingway é um autor que consegue incorporar as qualidades de uma boa apresentação nos seus textos. Mas como seria isso possível? Hemingway é um ícone na literatura norte-americana e é sempre lembrado em cursos de humanas em faculdades, principalmente no do Storytelling da ESPM, que temos o prazer de participar. Sua especialidade era a ficção, histórias que são clássicos e se tornaram ícones da literatura americana.

Seu estilo de escrita sutil influenciou muito a ficção do século 20. Portanto, se você gosta de algum autor de ficção do século 20 e 21, pode ter certeza que há um mínimo de Hemingway nele.

Hemingway fazia parte da comunidade de escritores expatriados que residiam em Paris, comunidade conhecida como “geração perdida”. Sua vida sempre foi bastante complicada, principalmente no campo amoroso. Casou-se quatro vezes, sem contar os diversos relacionamentos fora do casamento. Seu sucesso chega ao ápice quando em 1952, ele publica “O Velho e o Mar”, ganhando o prêmio Pulitzer no ano seguinte e o Nobel de Literatura em 1954, nomeado esse trabalho como sua obra-prima. Podemos tirar alguns ensinamentos da sua estética para as apresentações. Veja:

01. “Vende-se: sapatos de bebê, sem uso.”

Hemingway é o exemplo de um escritor bastante objetivo, com poucas divagações. Por isso é usado como exemplo nas aulas de Storytelling. Sua ficção é concisa, rápida e clara. E o principal, que usamos no storytelling, cada passagem ou acontecimento nunca é por acaso. Tudo que ele escreve tem um propósito. Podemos ver isso em filmes e séries atuais. Por menor que seja, todo acontecimento tem seu propósito.

Isso é uma das heranças de uma escrita econômica, no qual o autor resolve sua mensagem com o mínimo de palavras. Não há descrições longas e demoradas, e muitas vezes sem efeito para o andamento da história na prosa de Hemingway. Não há adjetivos inflados e exagerados. Isso te lembra um bom storytelling em apresentações?

A prosa de Hemingway é um excelente modelo de como devemos contar histórias em nossas apresentações. A brevidade, a rapidez é essencial, e simplicidade é a chave. Por experiência própria, o MonkeyBusiness é especialista em Storytelling em apresentações e sabemos que ela tem que ser rápida e eficiente. E por mais que criemos a história completa, quando a transferimos para as apresentações, é apenas um recorte da história, rápido e que transmite sua mensagem com eficiência.

Qualquer extra, irrelevância ou informação não essencial é excluído, mesmo que o apresentador conheça (e deve conhecer). Diga o que você quer dizer, da maneira mais eficiente possível. Frases curtas, concisas e claras são cruciais.

02. “Escreva de forma tão verdadeira, que mais tarde isso vai acontecer dessa maneira.”

Tudo que Hemingway escreveu era verossímil, e até histórias fantasiosas eram sempre pautadas na realidade. Mesmo sabendo que uma história deve ser inventada, e geralmente baseada em emoções vividas ou situações imaginadas, Hemingway sempre se espelhou na realidade, que para ele deve ser composta “de forma tão verdadeira, que mais tarde isso acaba acontecendo exatamente dessa maneira.”

Esse é um dos princípios básicos do Storytelling: A sua história tem que convencer, primeiramente, você, o autor. Se ela é triste, você tem que chorar. Se é empolgante, você não deve conseguir dormir. Ou se a história não te convence, não vai convencer seu público.

Este princípio aplica-se a também nas histórias em suas apresentações. Eles devem ser fundamentadas na realidade, ou seja, verossímeis. Apresente para o seu público histórias que são verdadeiras possibilidades, aquelas que são aplicáveis ​​para os seus problemas e preocupações particulares, ou até em situações cotidianas. Como dissemos acima, apresentações são mais objetivas e devem respeitar e responder a um problema, a transmissão de uma mensagem.

Enfim, use suas histórias para mostrar o que pode acontecer depois, se decidir por um caminho ou outro. Isso está bastante ligado à resolução do conflito do seu storytelling. Histórias verossímeis permitem o envolvimento do seu público mais rapidamente. Mesmo por que não há tempo para um conto fantástico, onde o público demora para assimilar fatos fantasiosos.

03. “Você não omitiria nada se soubesse que a parte omitida reforçaria sua história e as pessoas  sentiriam algo a mais do que símples entendimento.”

Essa frase reflete a construção de texto típica de Hemingway e remonta ao princípio presente em toda a prosa de Hemingway: nada de supérfluo, tudo que for escrito tem um propósito particular, e será usado. Mesmo que depois de algum tempo. Nada é por acaso.

Transmitindo isso para as apresentações, omitir pedaços de uma apresentação é uma das partes mais difíceis do processo. Isso por que essa fase acontece principalmente quando já estamos no final dela. Portanto, depois de uma cuidadosa elaboração das palavras, colocando-as nos lugares certos e aprendendo a gostar delas. Elas passam a fazer total sentido e acabam se tornando essenciais para a sua apresentação no lugar onde estão, sustentando seus argumentos e dando ritmo para a sua apresentação.

O storytelling de Hemingway em apresentações

Concluindo: Se você percebe que eles não são realmente essenciais,  deve excluí-las. É difícil, mas com menos informações e mais dinâmica, tenha certeza de que sua apresentação ficará melhor. Essa dica não é somente de Hemingway, mas também do TED: síntese de informações. Por isso que nesse festival, que o MonkeyBusiness tem orgulho de apoiar, podemos assistir a muitas apresentações de cerca de 15 minutos numa única tarde.

Resumindo, para a sua história em apresentações, vá mais para o lado de Hemingway e menos para o lado de Tolkien.

Somos o MonkeyBusiness: Estúdio de Motion Design! Produtora de Vídeo, Estúdio de Animação e Agência de Apresentações Criativas. Apaixonados pelo poder de comunicação do Motion Design e especialistas em Apresentações com Storytelling.

Conte com o MonkeyBusiness. Somos um estúdio de Motion Design completo. Uma Produtora de Vídeo de São Paulo. Um Estúdio de Animação. Uma Agência de Apresentações criativas.

Temos times de atendimento, planejamento, roteiro, direção de arte e motion design especialistas. Todos eles dedicados a criar vídeos, animações e apresentações. Com o objetivo de transformar conteúdo corporativo em audiovisual. Estamos prontos para trabalhar no seu próximo projeto em Motion Design. Seja ele em vídeo, animação ou apresentação. Clique aqui e vamos falar sobre sua próxima animação, vídeo ou apresentação!

MonkeyBusiness: seu estúdio de animação. Produtora de vídeo. E agência de apresentações criativas

Estúdio de animação. Produtora de vídeo. Agência de apresentações criativas com Motion Design. Acreditamos na estratégia, roteiro e motion design para uma comunicação mais eficiente, inteligente e, logicamente, animada. www.monkeybusiness.com.br. Veja mais nos nossos canais do Vimeo e Youtube.



® 2009 MonkeyBusiness LTDA

Estúdio de motion design de São Paulo SP
Produtora Audiovisual / Estúdio de animação / Agência de apresentações profissionais especializados em produção de vídeos, criação de animações e de apresentações criativas

Termos de uso / Privacidade
Fechar
Fechar
Ao enviar o formulário, eu declaro que estou de acordo com a Política de Privacidade. Ou entre em contato diretamente pelo e-mail do nosso time de atendimento comercial especialistas em motion design corporativo aqui: contato@monkeybusiness-com-br.umbler.net.
Ao enviar o formulário, eu declaro que estou de acordo com a Política de Privacidade.
WhatsApp

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.